Você está aqui: Página Inicial > Contents > Menu > Projetos > Projetos

Projetos

por Marilene Salgueiro publicado 21/03/2018 12h23, última modificação 23/05/2018 10h20
2017- 2018 - EDUCAÇÃO EMOCIONAL NO CHÃO DA ESCOLA: A EXPERIÊNCIA DE QUEIMADAS-PB

Descrição: O objetivo é o de sistematizar o conjunto de experiências desenvolvidas pelos professores na rede municipal de ensino na cidade de Queimadas-PB nos anos de 2017 e 2018. Compreende-se por experiência a identificação das aprendizagens críticas realizadas e os processos vivenciados no cotidiano escolar. A partir dos objetivos estabelecidos neste projeto, coloca-se em evidência a seguinte indagação: quais são os impactos da formação continuada em Educação Emocional realizada no cotidiano da escola municipal na cidade de Queimadas-PB?  Este é o eixo norteador deste projeto: identificar a existência – ou não – de elementos inovadores e qualificadores das práticas pedagógicas desenvolvidas nas escolas públicas a partir dos conhecimentos obtidos e das vivências realizadas na formação.

Coordenadoras: Dra. Elisa Gonsalves Possebon, Dr. Fabrício Possebon  e Dra. Marilene Salgueiro
2017- Atual - FORMAÇÃO CONTINUADA E EDUCAÇÃO EMOCIONAL

Descrição: O objetivo do projeto é o de capacitar 150 profissionais do magistério que integram a rede pública de ensino da cidade de Queimadas-PB no campo da Educação Emocional. O projeto prevê uma efetiva contribuição para o sistema de ensino na implementação da política de formação de educadores enquanto Ser integral, pautada em uma concepção de conhecimento que integre razão/emoção na tematização de saberes e práticas pedagógicas. O Projeto prevê uma efetiva contribuição para a construção de uma política educacional que inclua a Educação Emocional como componente fundamental no currículo da Educação Básica.

Coordenadores: Dra. Elisa Gonsalves Possebon e Dr. Fabrício Possebon

2017 – Atual - VIVÊNCIAS DE EDUCAÇÃO EMOCIONAL COM JOVENS COM DEFICIÊNCIA DA FUNAD: UM CAMINHO PARA O EMPODERAMENTO

O objetivo deste projeto é contribuir para o  empoderamento de pessoas com deficiência através do desenvolvimento de novas competências e habilidades emocionais que podem trazer autonomia e melhoria do bem-estar subjetivo. Através de uma metodologia vivencial de intervenção, o objetivo deste projeto é desenvolver momentos pedagógicos em Educação Emocional com os/as estudantes com deficiência da Escola Estadual de Educação Especial Ana Paula Ribeiro Barbosa Lira, localizada na Fundação Centro Integrado de Apoio ao Portador de Deficiência (Funad).

Coordenadora: Dra. Taísa Caldas

NÍVEL: DOUTORADO -Quando enfrentar é bailar: a dança como expressão da busca pelo Bem Viver em corpos femininos violentados

A problemática dessa pesquisa é construída a partir do diálogo entre a Educação Popular e a Dança. O grupo social investigado será formado por mulheres vítimas de violência na luta pela emancipação, reconhecimento e justiça. Dessa maneira, o objetivo é analisar a dança como possiblidade de organização de subjetividades emancipatórias em corpos femininos violentados.

Discente: Leila Bezerra

NÍVEL: DOUTORADO - Os móbiles como constituintes das práticas exitosas dos docentes da EJA

O objetivo da pesquisa é compreender o papel das emoções no desenvolvimento de estratégias pedagógicas significativas de docentes da Educação de Jovens e Adultos. Considerando o móbile enquanto força impulsionadora do agir individual mediante a relação existente com seu entorno, pretende-se destacar as subjetividades presentes no processo criativo dos docentes, reveladoras de estados emocionais, e que conduzem a práticas educativas exitosas.

Discente: Arilu Cavalcante

NÍVEL: DOUTORADO - A Dança como prática educacional libertadora: ressignificação do corpo e seus reflexos na escola

A partir de um estudo etnográfico a ser desenvolvido com estudantes de escolas municipais de João Pessoa-PB, visa-se verificar de que modo a dança pode ser entendida como uma prática educacional libertadora, contribuindo para a ruptura da cultura do não-movimento e com a ressignificação do corpo no ambiente escolar por meio da Educação Emocional.

Discente: Michelle Gabrielli

NÍVEL: DOUTORADO - Pedagogia Neurocientífica: compreendendo a relação entre aprendizagem e emocionalidade

Este projeto de tese busca analisar como a ansiedade, tristeza, medo e vergonha atuam como fatores que influenciam as dificuldades de aprendizagem de crianças no ciclo de alfabetização. Para tanto, esta pesquisa se fundamentará em estudos da neurociência e das teorias da emoção. 

Discente: Lupercia Jeane

NÍVEL: MESTRADO Para além da Liquidez Moderna: (re)criações juvenis e bem viver

A pesquisa tem como objetivo compreender processos culturais entre jovens das classes populares e que correspondem à lógica do Bem Viver, identificando as emoções que orientam as recriações libertadoras culturais e estudando suas subjetividades como possibilidade de se criar novas e melhores relações sociais.

Discente:  Pedro dos Anjos

NÍVEL: MESTRADO - Educação Emocional e o Processo de Humanização Docente

A questão que orienta a pesquisa é a de identificar os impactos da formação continuada em Educação Emocional para o processo de humanização docente. Para tanto, tem-se a cidade de Queimadas-PB como território a ser investigado, a fim de buscar os possíveis impactos, para as/os professores/as, no seu cotidiano, das aprendizagens vitais realizadas durante o processo de formação.

Discente: Jefferson da Silva Pia

NÍVEL: MESTRADO - Espiritualidade e Saberes Populares                                      

O presente projeto de pesquisa tem como objetivo central analisar contribuições dos conhecimentos populares no que tange a dimensão da espiritualidade, em um processo de formação de professores na perspectiva da Educação Popular. Tem-se como espaço da pesquisa o Programa de Extensão Tecelendo da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia.

Discente: Elisabeth Delfino  

NÍVEL: MESTRADO - Empatia e Educação de Jovens e Adultos

O presente trabalho tem como objetivo analisar a emoção empatia em seus diferentes aspectos e sua influencia no processo de ensino dos docentes da Educação de Jovens e Adultos no município de João Pessoa – PB. Neste sentido, busca refletir sobre a importância da Educação Emocional no processo de ampliação e desenvolvimento da emoção empatia nos espaços de aprendizagem da Educação de Jovens e Adultos.

Discente: Ricardo Targino

Projeto PROLICEN -  Educação emocional, inclusão e empoderamento de estudantes com deficiência na escola pública

Este projeto possui como foco as emoções e o empoderamento de estudantes com deficiência da escola pública através da educação emocional. Acreditamos que o autoconhecimento e a vivência saudável das emoções proporcionados pela educação emocional, pode contribuir para o empoderamento de estudantes com deficiência através da construção de uma identidade própria, a conquista da autonomia e a melhoria do bem-estar subjetivo. o objetivo deste projeto é analisar as emoções que preponderam nos estudantes com deficiência e desenvolver vivências pedagógicas em educação emocional nas turmas que esses estudantes estão inseridos. O projeto se desenvolverá em uma escola pública da cidade de João Pessoa, com o fim de colaborar com o empoderamento desse grupo social e proporcionar uma maior sensibilização dos demais estudantes em relação as suas especificidades e em relação a um contexto maior de diversidades. 

Coordenadora: Dra. Taísa Caldas
Discentes: Flavia Laryssa Rabelo, Fatima Marinho, Stephanny Angel Dantas
Estudo sobre as emoções e o empoderamento de mães de crianças com Síndrome de Down

Esta pesquisa tem como foco compreender o universo emocional de mães de crianças com Síndrome de Down e quais emoções podem contribuir para o processo de empoderamento destas. Sabe-se que a descoberta da deficiência de um filho pode gerar processos que envolvem a tristeza e o luto, mas pouco se sabe sobre como essas mães conseguem sair deste estado para alcançar o empoderamento. Através de uma pesquisa qualitativa, o objetivo desta é analisar as emoções que estão na base de um processo de empoderamento de mães de crianças com Síndrome de Down que fazem parte da Organização Não-Governamental Instituto Primeiro Olhar. Espera-se que este estudo possa contribuir no entendimento de como uma vivência saudável das emoções pode gerar processos de empoderamento. 

Coordenadora: Dra. Taísa Caldas
Discentes: Flavia Laryssa Rabelo, Fatima Marinho, Stephanny Angel Dantas